Coimbra discute hoje e amanhã respostas para a Geração Y nos centros das cidades

Como atrair os jovens nascidos nas décadas de 80 e 90 para os centros de cidades antigas, revivificando-os? Hoje e sexta-feira, dias 30 e 31 de março, realiza-se um encontro, em Coimbra, que visa contribuir para encontrar respostas certeiras para esta pergunta. Trata-se do encontro da rede URBACT “Gen-Y-City”, que vai reunir cerca de meia centena de representantes das 12 cidades europeias - incluindo Coimbra - que compõem esta rede. Os dois dias vão ser compostos por sessões de trabalho que incluem divulgação do que se faz em Coimbra e da própria cidade. 

O encontro começa amanhã, pelas 9h30, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra, com o presidente do Município, Manuel Machado, e a vereador da Cultura, Turismo e Juventude, Carina Gomes, a darem as boas vindas aos participantes nestes dois dias de trabalho. Segue-se uma jornada dedicada aos seguintes temas: Co-working em Coimbra; Especialização inteligente nas cidades e a importância para promover talentos criativos na área da tecnologia, Cidades tecnológicas, Polos Tecnológicos e Empresas de suporte tecnológico; Apresentação dos resultados do estudo académico “Desafios da Geração Y na cidade de Coimbra” e Apresentação de projetos locais de reabilitação do Centro da Cidade/Histórico: HÁ BAIXA. 

Nesta quinta-feira haverá ainda tempo para várias visitas: Núcleo da Guitarra e do Fado de Coimbra; Centro Histórico/Baixa; Convento São Francisco; Portugal dos Pequenitos e visita noturna ao Museu Nacional de Machado de Castro. 

Na sexta-feira será feita a Apresentação dos Drafts dos Planos de Ação Integrado pelos parceiros; Apresentação pelo perito externo e Peer Review Workshop. No plano das visitas, a comitiva irá conhecer a Universidade de Coimbra, o Instituto Pedro Nunes e o Mosteiro da Santa Clara-a-Velha. 

O URBACT é um programa europeu de aprendizagem e troca de experiências na promoção do desenvolvimento urbano sustentável. Visa promover e financiar a constituição de redes de cidades que trabalhem no desenvolvimento de soluções comuns para os desafios urbanos contemporâneos, reafirmando a sua posição chave face à complexidade crescente das mudanças societárias.

O URBACT apoia as cidades no desenvolvimento de soluções pragmáticas, inovadoras e sustentáveis que integrem igualmente as dimensões económica, social e ambiental. Neste âmbito, é promovida a partilha de boas práticas entre todos os profissionais envolvidos nas políticas urbanas através da Europa. O URBACT reuniu até agora cerca de 700 parceiros em mais de 60 projetos em rede, em 29 países, e mais de 7 mil participantes ativos.

O Programa é cofinanciado pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com uma taxa de 85%. O orçamento global do projeto para todos os parceiros ascende a 649.990 euros, com uma taxa de cofinanciamento de 85%, sendo que a fatia que cabe a Coimbra é de 50 mil euros. 

O URBACT III contempla o projeto GEN-Y-CITY, que pretende dar resposta às necessidades de emprego da chamada geração Y (nascidos entre 1980 e 1990), incluindo no seu programa de ação um conjunto de atividades direcionadas ao apoio dos jovens e às empresas criativas como meio de reavivar os centros urbanos.

Tendo em consideração as preferências da chamada geração Y, bem como a sua vontade de viver e trabalhar no centro da cidade, o projeto deverá ter um impacto direto sobre a melhoria da qualidade de vida nos centros das cidades.

Além de Coimbra e da cidade líder Poznan (Polónia), o projeto GEN-Y-CITY conta atualmente com as cidades de Granada (Espanha), Wolverhampton (Reino Unido), Klaipeda (Lituânia), Génova (Itália), Kristiansand (Noruega), Bolonha (Itália), Nantes (França), Torun (Polónia), Sabadell (Espanha) e Daugavpils (Letónia), como parceiros.